*post sem Narração, já que tem um filme todo cheio de emoção esperando vocês lá embaixo! Leia, assista e encante-se! 

Taí coisa difícil de se entender: o tempo.
Assunto mais falado em todas as rodas de conversa, gera de longe uma série de reflexões essenciais para muita gente.
Vivem dizendo que não o tem.
Reclamam quando passa arrastado.
O vendem em troca de salário fixo.
Acaba muitas vezes sem nem  ter começado direito.
Mas ainda assim, duvido quem não o venerem loucamente.
Sim, afinal de contas nossa vida é feita de tempo.
E por assim ser, como não dar um extremo valor àquilo que nos compõe.
Para ser sincero, essa relação maluca com o tempo também me alimenta.
Confiro os equipamentos, coloco a mochila nas costas. Tudo em seu momento.
Ferramentas prontas e lá vem o desafio:
Brincar de ser dono do tempo.
Preciso que sim ele passe, para que as emoções transbordem, os sorrisos aconteçam, o amor venha a tona.
Porém, desejo incessantemente que ele seja meu parceiro, que me dê a chance de brincar com sua duração. De adorá-lo. De ser mais rápido que ele.
Fotografo contra o tempo e pelo tempo, que ainda virá.
Pelas emoções que já aconteceram em um momento e que poderão ficar eternas no espaço de um quadro.
As vezes misturo essa antitesia toda a roteiros animados.
Dividem com a fotografia o título de “Doutores do Para Sempre” os filmes.
E aí a coisa fica ainda mais bacana.

Só gravar aqueles momentos que não voltarão jamais não tem graça.
Emoção mesmo é fazer ao vivo.
A emoção, a edição, o filme, e a emoção de novo.
Afinal de contas, ver o vídeo de seu casamento ainda na festa deve ser divertido a valer, não é mesmo?

Maíra e Eric, desculpa atrapalhar os abraços do Mickey entre uma compra e outra, mas não posso deixar passar um filme desses.
São pouco mais de 5 minutos de um algo muito precioso confiado a meu coração.

Obrigado pelo tempo de vocês ter sido meu por algumas horas.
rz

 

*Não deixe a velocidade da internet atrapalhar seu coração. Aperte o play, pause. Espere a barrinha cinza carregar e aí volte a ver e encante-se!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

2 pitacos pelo blog |
Pitacos pelo Facebook

Agora é sua vez! Diz aí!


2 Comentários

  1. Maira says:

    Ro,

    Obrigada pela linda surpresa!!! AMAMOS!!!! :)
    Nao consigo parar de ver…. hahahahaha

    Beijos,
    Ma e Eric

  2. Carol Costa says:

    tens o dom de emocionar mesmo… seja em frames estáticos ou em movimento…
    parabens!
    que tua poesia continue sempre presente… sejam nas palavras… sejam nos momentos :)
    bjão queridos

Deixe seu comentário



Fotografia e Filmes de Emoção

A gente não busca histórias perfeitas.
A gente conta histórias verdadeiras.
E por assim ser, especialmente únicas.

Não que elas dependam da gente para acontecer.
Mas sim, dependem orgulhosamente da gente para permanecer.

O click é de fato o som do infinito.
O instante não volta.
A Fotografia jamais vai.
A emoção nunca pára.

Tome seu tempo.
Reviva seus sonhos.

Rodrigo Zapico