Você pode dar ao destino
o nome que preferir.
Chamá-lo de Karma,
Menosprezá-lo como coincidência,
Ou relativizá-lo como sorte.
Ainda assim
vai ter sido algo
que não era pra ser
mas foi.
E sem que você pudesse interferir.
O que é tenso
e, ao mesmo tempo, maluco.
Afinal de contas,
desde os 3 anos já queremos ser
donos do nosso próprio nariz.
Uma pena demorarmos
tanto para perceber
que não estar no controle,
além de incômodo,
pode ser mágico:
Deixamos de esperar,
e passamos a confiar.
Aí, não há decepções;
há superações.
De expectativas,
de energias,
de sorrisos.
Deixe de lado essa ânsia
em querer tudo do seu jeito,
Não crie caso com o acaso.
Aproveite:
O presente só é uma vez,
e de passado, o futuro não existe.

Mariana e Fernando, no acaso de uma tarde incrível.
rz

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comente! |
Pitacos pelo Facebook

Agora é sua vez! Diz aí!


Deixe seu comentário



Fotografia e Filmes de Emoção

A gente não busca histórias perfeitas.
A gente conta histórias verdadeiras.
E por assim ser, especialmente únicas.

Não que elas dependam da gente para acontecer.
Mas sim, dependem orgulhosamente da gente para permanecer.

O click é de fato o som do infinito.
O instante não volta.
A Fotografia jamais vai.
A emoção nunca pára.

Tome seu tempo.
Reviva seus sonhos.

Rodrigo Zapico