Acredite:
Do alto dos meus 1,67m
eu entendo bem que
somos programados para
termos mania de grandeza.
E não falo só de altura não.
Falo de tudo.
Não queremos nada
que pudesse ser maior.
Não esperamos nada
que pudesse ser mais imenso.
Confiamos ao tamanho
a intensidade do sacolejar
do lado de dentro.
Te peço uma coisa:
apenas pare.
É louco, eu sei,
mas não é o tamanho
que faz algo grande.
Os braços podem ser pequenos
mas o carinho imenso.
O beijo pode ser esmagadinho
mas o amor gigantesco.
O bilhete pode ser de três linhas
mas a história pra vida toda.
Deixe de querer ser grande.
Passe a ser maior.

Mari e Riga, sendo gigantes um para o outro.
rz

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comente! |
Pitacos pelo Facebook

Agora é sua vez! Diz aí!


Deixe seu comentário



Fotografia e Filmes de Emoção

A gente não busca histórias perfeitas.
A gente conta histórias verdadeiras.
E por assim ser, especialmente únicas.

Não que elas dependam da gente para acontecer.
Mas sim, dependem orgulhosamente da gente para permanecer.

O click é de fato o som do infinito.
O instante não volta.
A Fotografia jamais vai.
A emoção nunca pára.

Tome seu tempo.
Reviva seus sonhos.

Rodrigo Zapico